ENG 🇬🇧
Cultivo de marihuana

ABC

Como Plantar Maconha: Tudo Sobre o Cultivo de Cannabis

Por Marian Venini

Como Plantar Maconha: Tudo Sobre o Cultivo de Cannabis

✍ 17 September, 2023 - 14:30


¡No te pierdas ni una noticia! Suscríbete a nuestra newsletter GRATUITA y súmate a nuestro canal de Telegram o canal de WhatsApp.

Anuncia en El Planteo, el medio cannábico más leído en el mundo de habla hispana.

Síguenos en redes sociales para más contenido exclusivo: Instagram // Facebook // Twitter


Conteúdo

  • Tipos de plantas de cannabis
  • Tipos de sementes de maconha
  • Cultivo de maconha: outdoor ou indoor?
    1. Cultivo de maconha: Cannabis cultivada ao ar livre
    2. Cultivo de maconha: Cannabis cultivada em ambiente fechado
    3. Cultivo de maconha: Outros métodos
  • Nutrientes e fertilizantes
  • Quando plantar
  • As fases do ciclo de cultivo
    1. Germinação
    2. Muda
    3. Crescimento
    4. Floração
  • Colheita
  • Secagem
  • Cura

Felizmente, a maconha está se tornando legal em mais lugares ao redor do mundo. Em vários países, como os Estados Unidos e o Canadá, a indústria da cannabis legal está gerando cifras impressionantes.

E isso é ótimo para empresas, as economias dos países envolvidos, e para os pacientes de cannabis medicinal que não têm outra forma de acessar sua medicina. Mas, e o cultivo caseiro?

A legalidade do cultivo de maconha é um pouco mais complicada e depende muito de onde você vive. Mas se você tem a oportunidade de cultivar, pode ser uma excelente decisão. Portanto, se você está interessado em entrar no maravilhoso mundo do cultivo de maconha, pode ler este guia introdutório para tomar uma decisão informada.

Tipos de plantas de cannabis

Primeiro, é importante conhecer os diferentes tipos de plantas de cannabis. Tradicionalmente, elas são divididas em índica, sativa e híbrida. Hoje em dia, a validade desses termos é discutida, pois o processo de hibridização se tornou tão difundido que é difícil encontrar uma planta puramente índica ou sativa. No entanto, essas classificações são úteis para distinguir características específicas das plantas.

Por exemplo, as cepas índicas geralmente são mais curtas e têm folhas mais largas. Seus ciclos de floração são mais rápidos e se adaptam melhor a climas mais frios, com estações curtas.

Por outro lado, as plantas de cannabis sativa são mais altas e têm folhas mais finas. Seus ciclos de floração são mais longos e demoram mais para amadurecer do que as índicas.

Como já mencionamos, a maioria das plantas de cannabis hoje em dia são algum tipo de híbrido. Elas resultam das misturas feitas pelo ser humano, e suas características dependerão de sua genealogia específica e da intenção de seus cultivadores.

Visto que a dicotomia entre índica e sativa se tornou um pouco obsoleta, é aconselhável considerar outros fatores ao escolher qual planta cultivar. Atualmente, é comum classificar as plantas em três tipos, de acordo com sua proporção de THC e CBD. As do Tipo I têm um alto teor de THC, as do Tipo II têm uma proporção equilibrada de THC e CBD, e as do Tipo III têm mais CBD. Você pode escolher o tipo que melhor atenda às suas necessidades.

Além disso, o perfil de terpenos de cada variedade desempenha um grande papel nos efeitos e na experiência de consumir a planta. Pesquise sobre os terpenos para obter uma colheita perfeita para o seu gosto pessoal. Aqui estão alguns artigos para satisfazer sua curiosidade.

Tipos de sementes de maconha

Outro fator muito importante a ser considerado quando se deseja cultivar sua própria maconha é o tipo de sementes que você usará.

Talvez algum amigo tenha lhe dado sementes regulares, ou você as tenha obtido de outra planta, e pode cultivar com elas. No entanto, algumas dessas sementes inevitavelmente produzirão plantas macho, que você terá que eliminar para proteger o restante da sua colheita e a de seus vizinhos.

Portanto, a esmagadora maioria das sementes que você pode encontrar no mercado são feminizadas. Elas são criadas por cultivadores com técnicas específicas e, embora geralmente cresçam com menor altura do que as sementes naturais, é quase garantido que produzirão plantas fêmeas. Além disso, se você não tem muito espaço, sua baixa estatura pode ser uma vantagem.

Por outro lado, temos as sementes autoflorescentes. Elas também são geralmente feminizadas e são frequentemente referidas como autofem. Como explicaremos mais adiante, o estágio de floração das plantas é desencadeado por mudanças na luz solar (na verdade, você pode induzir a floração se cultivar em ambiente fechado).

No entanto, isso não é necessário com as sementes autoflorescentes: seu crescimento não responde às mudanças de luz (ou seja, elas não são fotoperiódicas), mas sim ao seu próprio relógio biológico. Isso significa que elas começarão a florescer aproximadamente um mês após a germinação. Esse tipo de semente é ideal para quem deseja ter várias colheitas rápidas por ano.

Cultivo de maconha: outdoor ou indoor?

Agora que você sabe que tipo de planta vai cultivar e com que sementes, precisa tomar outra decisão. Tanto o cultivo ao ar livre (outdoor) quanto o cultivo em ambiente fechado (indoor) têm suas vantagens e desvantagens, e sua escolha dependerá muito das suas circunstâncias específicas, como onde você mora e quanto orçamento tem disponível. Aqui está uma visão geral de ambas as opções para ajudá-lo a tomar o caminho mais adequado.

Cultivo de maconha: Cannabis cultivada ao ar livre

Para cultivar maconha ao ar livre, você precisará de um jardim, pátio ou terraço com luz solar direta. A vantagem deste método de cultivo é que você não precisa de muita infraestrutura, além dos elementos típicos de jardinagem. As plantas podem crescer livremente, e você não precisa ficar tão atento a tantos fatores quanto no cultivo em ambiente fechado.

No entanto, este método envolve alguns riscos. Por um lado, os fatores climáticos imprevisíveis podem prejudicar suas plantas, além de parasitas ou pragas que são comuns ao ar livre. Além disso, existe o risco de que sejam polinizadas por machos de cultivos próximos (por favor, elimine suas plantas macho para não contaminar cultivos alheios).

Você também precisa garantir que possui as permissões necessárias para cultivar e que está fazendo isso de acordo com as regulamentações, para não ter problemas com a lei. Outro risco, infelizmente cada vez mais comum, é que suas plantas sejam roubadas após todo o cuidado que você dedicou a elas.

Cultivo de maconha: Cannabis cultivada em indoor

Muitas pessoas preferem o cultivo em ambientes fechados e até consideram que este método resulta em uma qualidade superior das plantas. Certamente, você pode obter um maior rendimento de sua colheita, mas para isso, é preciso levar em consideração muitos aspectos.

A construção e manutenção de um espaço fechado requerem muito tempo, energia e dinheiro. Existem várias maneiras de abordar isso, mas todas têm várias características em comum, como paredes feitas de material refletivo e luzes. Cada fator deve ser cuidadosamente controlado: você precisa medir a temperatura, umidade e pH com dispositivos especiais, além de manter o fluxo de ar com ventiladores e resfriadores. A iluminação dentro do ambiente fechado é uma decisão muito importante e depende de muitos fatores. É óbvio que tudo isso envolve um investimento inicial e mensal significativo.

Cultivo de maconha: Outros métodos

Com os avanços tecnológicos, nem tudo é tão simples como outdoor vs. indoor. Existem vários métodos que, embora se enquadrem em uma dessas duas categorias, têm características muito especiais e podem ser uma opção interessante de acordo com sua conveniência.

O cultivo hidropônico, por exemplo, envolve o cultivo de maconha em uma solução de água rica em nutrientes, em vez de solo. Isso é feito em ambientes fechados, mas a infraestrutura necessária é bastante única e requer conhecimentos mais avançados. Leia este artigo em que detalhamos tudo sobre a hidroponia para saber se é o método de cultivo adequado para você.

Também existem os estufas, que podem ser consideradas como um híbrido entre o cultivo ao ar livre e em ambiente fechado. São estruturas com paredes transparentes e sistemas de aquecimento controlados artificialmente para fornecer condições ideais de crescimento. Você pode cultivar diretamente no solo ou em vasos, aproveitando a luz solar, mas também pode fazer cultivos hidropônicos.

Por último, você pode escolher entre outros meios de cultivo além do solo. A hidroponia é um deles, mas também pode pesquisar outras opções, como lã de rocha, coco coir (fibra de coco) ou perlita.

Nutrientes e fertilizantes

Em cada fase de crescimento, sua planta precisará de diferentes nutrientes em um equilíbrio específico. Embora muitas pessoas escolham não usar suplementos (lembre-se de que a maconha, afinal de contas, é uma planta que cresce na natureza sem intervenção humana), pode ser conveniente recorrer a eles.

Na verdade, às vezes, a própria planta pedirá nutrientes. Neste artigo, você pode aprender a identificar se sua planta de maconha está com deficiência ou excesso de nutrientes específicos.

Conteúdo relacionado: Cultivo de Cannabis, Como Solucionar Problemas Comuns: pH, Nutrientes, Pragas, Calor e Mais

Os nutrientes básicos são conhecidos pela sigla NPK: nitrogênio, fósforo e potássio, de acordo com seus símbolos químicos. Cada estágio de crescimento requer uma proporção diferente desses elementos. Portanto, se você comprar um fertilizante em uma loja de cultivo, encontrará números no rótulo que indicam a porcentagem de cada nutriente, e você deverá trocar o fertilizante de acordo com o crescimento de sua planta. Por exemplo, um NPK 9-5-8 terá 9% de nitrogênio, 5% de fósforo e 8% de potássio.

Há uma ampla variedade de nutrientes e fertilizantes no mercado. Recomendamos sempre o uso de produtos mais naturais sempre que possível. Por exemplo, você pode usar guano de morcego.

Além disso, existem alguns que você pode fazer por conta própria. Por exemplo, você pode fazer o seu próprio composto, enraizador caseiro de lentilhas, chá de banana ou regar suas plantas com sangue menstrual.

Quando Plantar

Uma última consideração antes de se lançar na grande experiência de cultivo de maconha: quando é o momento certo para começar?

Em primeiro lugar, isso dependerá do método de cultivo que você escolheu e de onde você mora.

Conteúdo relacionado: A Lua e a Cannabis: Como o Céu Afeta sua Planta de Maconha

Se você optar por cultivar em ambientes fechados (indoor), qualquer época do ano é adequada para começar a plantar. Mas aqui está uma dica: talvez você não queira cultivar nos meses mais quentes, já que a temperatura dentro de um ambiente fechado aumentará consideravelmente e será mais difícil de controlar.

Plantio de cannabis indoor. Imagem: milivanily, Pixabay.

Se você optar por cultivar ao ar livre (outdoor), a estação do ano terá um impacto significativo. O cultivo de cannabis requer pelo menos 3 meses de verão para poder florescer adequadamente. Portanto, o ideal é começar a plantar na primavera ou no início do verão.

Se você vive em um clima quente, com invernos amenos, pode até considerar o plantio no final do outono. O importante é que sua planta tenha tempo suficiente para crescer e florescer antes do inverno, quando as temperaturas caem demais.

No entanto, lembre-se de que a época exata pode variar dependendo da sua localização geográfica, do clima local e das condições específicas do seu cultivo. Portanto, é uma boa ideia fazer algumas pesquisas ou consultar um jardineiro local para obter orientações mais precisas sobre o momento certo para plantar em sua região.

Conclusão

Cultivar maconha pode ser uma experiência gratificante, mas também é um desafio que requer tempo, paciência e conhecimento. Antes de começar, certifique-se de entender as leis locais relacionadas ao cultivo de cannabis e de escolher o método de cultivo que melhor se adapte às suas necessidades e recursos.

Além disso, lembre-se de que o cultivo de cannabis requer cuidados regulares, incluindo a rega adequada, a nutrição das plantas, o controle de pragas e doenças, e a manutenção das condições ideais de crescimento. Portanto, esteja preparado para investir tempo e esforço em seu cultivo.

Com as informações certas, as ferramentas adequadas e um pouco de prática, você pode cultivar suas próprias plantas de cannabis com sucesso. Lembre-se de começar com variedades adequadas ao seu nível de experiência e de buscar orientação sempre que necessário.

Boa sorte em sua jornada de cultivo de maconha! Que ela seja repleta de plantas saudáveis e colheitas abundantes.

 

Publicación original: mayo 2021

Más contenido de El Planteo:

¿Tienes ideas o comentarios? Puedes contactarnos en info@elplanteo.com

Síguenos en Instagram, Facebook y Twitter.



Todo el material compartido por ElPlanteo.com tiene fines únicamente periodísticos e informativos.

ACERCA DEL AUTOR

Marian es la directora editorial de El Planteo. Además del trabajo de escritura, traducción y edición, maneja todo el contenido de nuestrxs colaboradores.

Ha sido publicada en varios medios, como Benzinga Cannabis, High Times, Yahoo y Forbes. También acaba de lanzar su propio proyecto en YouTube.

Cuando no está haciendo todo eso, toca el piano y el bandoneón, escribe poesía, dibuja y hace origamis.

También puede interesarte